No inicio de 2014 foi lançado um cliente de folding que permite foldar usando o Google Chrome. É simples, rápido e não precisa da instalação de qualquer software adicional, tornando o folding numa tarefa que pode executada em qualquer computador que tenha o Chrome instalado. Embora seja muito fácil de usar, alguns newbies têm questões sobre ele. Neste post vou falar nos prós e contras e em como usa-lo.

Folding Icon

Antes de começar e para que este post faça sentido, é importante saber o que é o folding. TL;DR: O folding permite ajuda a comunidade científica a perceber melhor como é que doenças como o cancro, alzheimer, diabetes, parkinson, etc, funcionam. O objectivo final é encontrar soluções para estes problemas de saúde que podem afectar qualquer pessoa.

Prós e Contras de Foldar com o Chrome

É possível foldar usando um cliente para Windows (… Mac, Linux, etc) ou usando o Google Chrome. O cliente é bom numas situções, o Chrome é melhor noutras.

Prós:

  • Foldar usando o Google Chrome é muito mais simples;
  • As Work Units (tarefas) são mais pequenas, por isso terminam mais depressa (bom para hardware fraco);
  • Não requer nenhuma configuração avançada;

Contras:

  • O Chrome usa apenas o CPU (processador) enquanto que o cliente permite usar também GPU’s (placa gráfica);
  • Com o Chrome não é possível entrar em betas ou configurar vários aspectos que podem influenciar na performance do folding;

Por outras palavras, se estiveres a usar um portátil, um computador antigo ou um computador com hardware “fraco”, usa o Google Chrome. Se tiveres um computador potente, usa o cliente.